Anuncio PatrocinadoPROMOÇÕES DA NUCLEAR SHOP
Nuclear Shop
Anuncio Patrocinado CS BRASIL Fazer o teste
CS BRASIL Fazer o teste
Anuncio Patrocinado CS MINASTV Fazer o teste
Fazer o teste
Anuncio Patrocinado CS IGNITE Fazer o teste
Fazer o teste
H7 H.A TG3
H7+H.A+TG3
HTV H8 O MELHOR E AGORA COM ALEXA
HTV 7
LANÇAMENTO HTV CAST
LANÇAMENTO HTV CAST

BEM VINDO AO PORTAL AZ AMERICA!
NOS NÃO FAZEMOS NENHUM TIPO DE VENDA NO SITE, BANNER NO SITE SÃO DOS PRÓPRIOS ANUNCIANTES
E OS MESMO SÃO RESPONSAVEL POR QUALQUER TIPO DE PRODUTO OU SERVIÇO.


NOVA RIFA DO PORTAL AZ AMERICA
RIFA DO PORTAL AZ AMERICA
LANÇAMENTO HTV STICK
LANÇAMENTO HTV STICK
LAÇAMENTO UniTV S1
LAÇAMENTO UniTV S1
Anuncie aqui: portalazamerica@hotmail.com
PORTALAZAMERICA
Anuncio PatrocinadoCS BR BRAVO Fazer o teste
CS BRAVO

SATÉLITE BRASILEIRO (BANDA KA) ENTRA EM FASE DE TESTES DE PRÉ-LANÇAMENTO - 11/08/2016


SATÉLITE BRASILEIRO (BANDA KA) ENTRA EM FASE DE TESTES DE PRÉ-LANÇAMENTO - 11/08/2016






O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) entrou em sua fase final de testes pré-lançamento. O equipamento , que custa R$ 1,7 bilhão, deve entrar em operação em 2017 e tenha vida útil de 15 anos. De acordo com o diretor de Banda Larga da Secretaria de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Artur Coimbra, os testes do SGDC servem para acompanhar se os requisitos de desempenho do sistema estão sendo cumpridos. Após o término da construção do satélite, foram realizadas as primeiras verificações, conhecidas como Teste de Referência Inicial. Os procedimentos são normais e comuns a qualquer satélite.

"Já foram concluídos os testes de termovácuo e mecânicos, os painéis solares já foram acoplados, e pequenas correções no sistema estão sendo feitas. Em seguida, o sistema estará pronto para a realização dos testes finais e de alcance das antenas. Após a conclusão, o satélite passará por uma revisão final antes do envio para a base de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa", disse Coimbra.

Segundo ele, a tecnologia de satélites é a mais adequada para prover acesso à internet em áreas isoladas ou de difícil acesso. Para o diretor do MCTIC, o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas vai contribuir com os principais objetivos do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), pois aumentará a cobertura e a velocidade da rede em áreas remotas, além de reduzir os preços.

"O SGDC faz parte de uma nova geração de satélites, utilizando a banda Ka, que vem sendo usada em complemento a programas de banda larga em diversos países. A tecnologia em banda Ka, permite velocidades comparáveis com as obtidas por uma rede terrestre e conta ainda com antenas de menor dimensão, mais baratas e facilmente instaláveis", informou.


Fonte : Tela Viva








AJUDE O PORTAL AZ AMERICA
Qualquer doação é bem aceita ....
.

Obrigado Pelo seu comentário!
Ele passara por aprovação e logo estará visível

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem