Anuncio Patrocinado PROMOÇÕES DA NUCLEAR SHOP
Nuclear Shop
Anuncio Patrocinado CS BRASIL Fazer o teste
CS BRASIL Fazer o teste
Anuncio Patrocinado CS IGNITE Fazer o teste
Fazer o teste
HTV H7
HTV H7
HTV H8 O MELHOR E AGORA COM ALEXA
HTV H8
LANÇAMENTO HTV CAST
LANÇAMENTO HTV CAST

BEM VINDO AO PORTAL AZ AMERICA!
NOS NÃO FAZEMOS NENHUM TIPO DE VENDA NO SITE, BANNER NO SITE SÃO DOS PRÓPRIOS ANUNCIANTES
E OS MESMO SÃO RESPONSAVEL POR QUALQUER TIPO DE PRODUTO OU SERVIÇO.


NOVA RIFA DO PORTAL AZ AMERICA você pode levar um receptor zero para sua casa, são apenas 100 números
RIFA DO PORTAL AZ AMERICA
LANÇAMENTO HTV STICK
LANÇAMENTO HTV STICK
LAÇAMENTO UniTV S1
LAÇAMENTO UniTV S1
Anuncie aqui: portalazamerica@hotmail.com
PORTALAZAMERICA
Anuncio Patrocinado CS BR BRAVO Fazer o teste
CS BRAVO

Sites estão usando o Youtube para hospedar pornografia - 16/01/2017


Sites estão usando o Youtube para hospedar pornografia - 16/01/2017



O Google está se tornando involuntariamente o maior provedor de vídeos piratas do mundo. Apesar dos esforços da companhia em combater a postagem e a exibição de conteúdos protegidos por direitos autorais, uma brecha no YouTube está permitindo que sites de terceiros usem o serviço como uma plataforma de hospedagem de vídeos ilegais.



Já faz algum tempo que essa prática foi descoberta, mas, de acordo com o TorrentFreak, recentemente começaram a surgir sites de conteúdo adulto que também estão se aproveitando da estrutura do Google para hospedar seus vídeos de maneira mais “barata”.


A brecha consiste em subir os vídeos no YouTube e configurá-los como “privado”. Dessa forma, o vídeo não fica disponível publicamente na plataforma, mas ainda pode ser acessado por qualquer pessoa por meio de um link gerado pelo próprio YouTube. Os vídeos são servidos diretamente pelo domínio googlevideo.com, o que dificulta a sua identificação pelo sistema de proteção de direitos autorais do site.

Segundo apurou o TorrentFreak, a identificação e a remoção desses vídeos pelo Google pode demorar até três semanas. O Relatório de Transparência da empresa também mostra que essa “técnica” tem sido bastante utilizada, com milhares de notificações de conteúdo irregular apontando para o domínio googlevideo.com. Os links geralmente possuem a marcação “source=youtube” ou “source=drive”, o que sugere que o Google Drive também tem sido utilizado para o mesmo fim.

Ao utilizar a infraestrutura do Google de maneira gratuita por meio do YouTube, os sites de streaming ilegal de vídeos provavelmente conseguem lucrar ainda mais. Em alguns casos, eles até exibem o “googlevideos.com” como uma das opções de fontes disponíveis. Procurada pelo TorrentFreak, o Google não se pronunciou sobre o caso.

FONTE : tecnoblog.net
AJUDE O PORTAL AZ AMERICA


Qualquer doação é bem aceita ....
.

Obrigado Pelo seu comentário!
Ele passara por aprovação e logo estará visível

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem